domingo, 25 de setembro de 2011

As redes sociais e o emprego

Desde que chegou ao Brasil, as redes sociais, como Twitter, Facebook e Orkut têm causado um verdadeiro frisson entre os mais jovens. Mas o que era utilizado somente no ambiente pessoal, para fazer amigos e se conectar com eles, passou a ter relevância também na vida profissional de qualquer pessoa. Isso porque as empresas passaram a enxergar e a utilizar a ferramenta como importante fonte de divulgação e de consulta. Tanta na hora de contratar quanto na hora de saber qual profissional manter ou promover, as redes sociais são consultadas por muitas empresas.

Então, é muito importante fazer parte delas. Isso demonstra que o profissional está conectado com a atualidade. Agora, é preciso ter bom-senso. Ou seja, tomar o cuidado de não participar de comunidades ou expressar opiniões exacerbadas, que demonstrem ódio ou amor ao extremo. Ou ainda falar mal de um líder político ou religioso. É preciso lembrar que a rede deixou de ser um espaço pessoal para se tornar uma fonte de consulta global.

Recentemente, a mídia noticiou casos de demissão ocasionados pelo uso inadequado das redes sociais. Um exemplo amplamente divulgado é o da estagiária de direito que postou em sua página no twitter mensagens de ofensas ao povo nordestino. Seus comentários considerados xenofóbicos custaram-lhe uma ação movida pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Pernambuco), o emprego em um importante escritório de advocacia paulista e possivelmente custarão sua futura carreira.

As redes sociais também são cada vez mais utilizadas em processos seletivos. O Linkedin é bastante acessado para pesquisas de profissionais de médio e alto escalão. Já na hora de contratar estagiários ou recém-formados, os gerentes de RH (Recursos Humanos) e consultorias de recrutamento também buscam mais informações na rede, pesquisam suas opiniões em comunidades do Orkut e Facebook e ainda acompanham seus posts em blogs pessoais e twitter. Portanto, conecte-se, mas se expresse com moderação.
Ninguém vai querer contratar quem participam de comunidades de titulação: "Odeio meu chefe", "Diversão sim! Trabalhar nunca!". Nem quem publica (ou publicou) mensagem(s) de xingação ou ofensivas ao seu chefe!
Então antes de postar qualquer mensagem em seu blog, rede social ou comunidade, pense bem, pois ficará disponível para qualquer pessoa da internet. Também tenha cuidado com os seus amigos, membros ou seguidores, pois as vezes não são quem dizem ser...

Gostou? O que achou? Diga alguma coisa para mim e para os futuros leitores em um comentário. Basta clicar em "Postar um comentário". Peço um pouco mais, dê sua nota, no todo desse artigo tem uma área onde é possível dar uma nota, que pode ser "interessante", "revelante", ou que "não gostei" dessa postagem.
Postar um comentário